terça-feira, 12 de janeiro de 2010

ATLÂNTIDA TAMBÉM TEM / ESCOLA GAÚCHA DE SURF




Turminha em foto oficial com o prof Beto

Em Atlântida eu conheci o Beto Diehl, professor de surf da Duda, filhota do amigo Paulo Pletsch. Hoje a Duda tem 12 anos, mas sua vida de surfista (com prancha) já tem 4 anos. Este ano a Duda resolveu ter aulas para aperfeiçoar algumas manobras e cá entre nós: santo de casa não faz milagre, ela já não obedecia o paizão que foi seu primeiro professor e o Beto coloca ordem na casa.

Num bate papo de beira de praia soube mais da vida deste gaúcho que tem uma bela história para contar e se orgulhar, tipo gente que faz, sabe? O Beto, em 1996, estava competindo no Circuito Gaúcho de Surf quando levou uma pranchada na cabeça. Foi levado às pressas a um hospital onde levou alguns pontos. A tragédia vem do fato de ele ter sua cabeça costurada com um pedaço da prancha dentro que o fez sofrer uma infecção generalisada. O moço esteve a beira da morte. Desta experiência difícil - que teve final feliz - surgiu a decisão de montar uma escolinha de surf para evitar cenas como essa e preparar melhor a gurizada. Sendo assim nasceu a Escola Gaúcha de Surf. As aulas se passam com treino na piscina, equilíbrio na tábua de mola e bola, aquecimento, alongamento e mar! São aulas teóricas e práticas.