terça-feira, 4 de outubro de 2011

Billabong Brasileiro de Surf Amador




Billabong Brasileiro de Surf Amador


Gaúchos seguem a preparação para a competição

Os representantes do Rio Grande do Sul seguem sua preparação para o Billabong Brasileiro de Surf Amador, que será realizado no próximo final de semana (07, 08 e 09/10), na praia de Quintão, em Palmares do Sul. Os surfistas gaúchos buscam deixar o Estado em uma boa colocação na classificação por equipes, além de disputar os títulos individuais da etapa em cada uma das categorias.

A equipe gaúcha mescla experiência com juventude, unindo atletas que surfam desde os primeiros anos de vida até recém iniciados no surf, em nível de competição. Enquanto Mariana de Bortoli surfa desde seus quatro anos, Ricardo Kjjellim surfa há apenas três anos, quando conheceu o esporte junto de seus familiares na cidade de Passo de Torres, no sul de Santa Catarina.

Durante esta semana vamos divulgar um pequeno perfil dos atletas selecionados para representar o Rio Grande do Sul no Billabong Brasileiro de Surf Amador. Hoje traremos um pouco de Mariana de Bortoli e Ricardo Kjellim.

Mariana de Bortoli (Feminino Júnior):

Como você começou no surf? Comecei a surfar aos quatro anos, com minha família na praia de Atlântida. Meu pai curtia nos empurrar nas ondas e assim ficávamos o dia todo. Aos poucos, começaram as competições. Primeiro foi meu irmão, o João Pedro, que começou a competir, mas logo eu comecei também. As vezes com os meninos, porque achava engraçado a cara deles quando eu ganhava. E também com as meninas, por que, como não tinha separação por idade, e eu era a menor e mais leve, e sempre me dava bem quando o mar estava pequeno.

Quanto tempo faz que você surfa? Desde que fui para a praia a primeira vez, lembro que meu pai nos puxava em cima de uma prancha de body boarding, na beira da praia. Mas em competições, acho que com cinco anos de idade. Hoje tenho 14 anos, então fazem quase dez.

Qual sua experiência em Brasileiros Amadores? Não competi neste ano, mas há dois anos atrás competi em Stella Maris, na Bahia.

Quais seus títulos mais expressivos no surf? Penta Campeã Feminino do Billabong Colegial 2011 e Campeã Gaúcha Feminino sub14.

O que representa para você defender o RS no Brasileiro Amador? Sempre é uma responsabilidade, estar na seleção. Para os gaúchos o espírito de luta sempre acompanha tudo que fizemos. Espero poder ajudar, empenho não vai faltar!!!

Que recado você deixa para os leitores? Procurar fazer as coisas com concentração, nos ajuda a termos melhores resultados. Respeitar a todos, é ter humildade. Junte essas duas coisas e terá um bom desempenho com a consideração de todos!

Ricardo Kjellim (Mirim):

Como você começou no surf? Eu morava em Criciúma e passava o verão na casa da minha tia, que mora no Passo de Torres. Meu tio e meus dois primos surfavam, enquanto eu ficava só olhando, até que o meu primo achou uma prancha velha na garagem da casa e perguntou se eu não queria surfar, só pra brincar na beirinha. Dai eu comecei a ir todos os dias por que no surf você sempre quer mais. Comecei a me ‘encarnar’ cada vez mais!!

Quanto tempo faz que você surfa? Três anos.

Qual sua experiência em Brasileiros Amadores? Só competi na etapa do Rio de Janeiro, mas não me dei muito bem. Nos anos anteriores eu não pensava em competir no brasileiro.

Quais seus títulos mais expressivos no surf? Ainda não fui campeão, fiquei em segundo lugar na categoria mirim e quarto na open na primeira etapa do Gaucho Amador deste ano.

O que representa para você defender o RS no Brasileiro Amador? Representa uma responsabilidade, e uma oportunidade muito grande. Eu não posso desperdiçar.

Que recado você deixa para os leitores? Nunca desista dos seus sonhos, corre atrás porque é isso que um vencedor faz!



O desempenho dos atletas poderá ser acompanhado ao vivo, mesmo para os que estarão longe de Quintão. Basta acessar o endereço http://www.cbsurf.org.br/eventos/2011/cbs/cbs04/l-aovivo11.html e conferir todos os detalhes das baterias.

A etapa do Billabong Brasileiro de Surf Amador tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Palmares do Sul, o apoio do Governo do Estado, FGSurf, Index Krow, Ondas do Sul, Kona Blanks Ultraflex e Asqui. A cobertura será do Waves, Fluir, cbsurf.org.br (Confederação Brasileira de Surf).



Gabriel de Mello

Assessoria de Comunicação da Federação Gaúcha de Surf

51 99429922 - @FGSurf – imprensafgsurf@gmail.com – http://www.fgsurf.com.br/